‘Fu… you. Fu… you.’ Dedo em riste. Guerrero perde a razão…

São Paulo, Brasil

“Expulso por ofender o 4º árbitro sr. Grazianni Maciel Rocha, com seu dedo médio em riste, dizendo as seguintes palavras: “fuck you, fuck you”.

“Após, se dirige em minha direção, socando o ar, chutando o chão e proferindo as seguintes palavras: “fuck you, fuck you, fuck you.” necessitando ser contido por seus companheiros para deixar o campo de jogo.”

Este é o relato de Luiz Flávio de Oliveira, na súmula de Flamengo e Internacional. 

O juiz detalha a incrível revolta que dominou o maior ídolo da história do futebol peruano.

Paolo Guerrero poderá ser denunciado em dois artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

O primeiro é o 243º, ofensa à arbitragem.

“Ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto.”

A pena fica entre um e seis jogos.

O segundo artigo, 258.

“Assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva.”

Pena entre uma e seis partidas.

A reação intempestiva de Guerrero está relacionada à péssima arbitragem de Luís Flávio no Maracanã, na vitória do Flamengo diante do Internacional, por 3 a 1.

O líder do Brasileiro vencia por 1 a 0, gol de pênalti de Gabigol. Bruno puxou o atacante flamenguista e foi expulso, aos 19 minutos do primeiro tempo.

18 minutos depois, Rodrigo Caio derruba Guerreno na área, quando o peruano ia concluir. 

O pênalti claro e o cartão amarelo obrigatórios foram ignorados pelo juiz.

Guerrero ficou revoltado.

Ele já estava tenso por ter sido xingado o tempo todo pelos mais de 60 mil pagantes no estádio. O ex-atacante flamenguista reage muito mal à pressão. 

O nervosismo já vinha acumulado desde a eliminação do Internacional diante do Flamengo na quartas da Libertadores. Há menos de um mês.

Tudo explodiu de vez quando, aos 43 minutos, a bola foi levantada na intermediária. Guerrero estava de frente, dividiria com Willian Arão.

Rodrigo Caio surgiu como um raio, e cabeceou a bola. 

Mas deu uma entrada com ‘força exagerada’ no peruano. Tanto que acabou acertando involuntária cabeçada em Guerrero.

Com o corte no supercílio direito sangrando abundantemente, o atacante do Internacional perdeu a noção.

E passou a xingar, em inglês, o quarto árbitro Grazianni Maciel Rocha, com o dedo médio em riste, como escreveu Luis Flávio.  Depois passaria a xingar e repetir o gesto ao árbitro.

Foi expulso.

O Internacional ficou com dois homens a menos.

O Flamengo fez o que quis com o time gaúcho.

As reclamações do atacante, do técnico Odair Hellmann são absolutamente cabíveis.

A postura de Guerrero, não.

Merece ser suspenso.

Assim como o árbitro tem de ser afastado.

E passar por uma séria reciclagem…

Original content at: https://esportes.r7.com/prisma/cosme-rimoli
Authors:

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *